ASSIMETRIA CRANIANA NÃO TRATADA PODE TER SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS

ASSIMETRIA CRANIANA NÃO TRATADA PODE TER SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS

ASSIMETRIA CRANIANA NÃO TRATADA PODE TER SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS

O que é a plagiocefalia em bebês

A plagiocefalia em bebês é uma condição caracterizada por uma assimetria na forma da cabeça do bebê, geralmente causada por pressão constante em uma área específica da cabeça. Isso pode acontecer quando o bebê passa muito tempo deitado ou em uma mesma posição, especialmente quando ele ainda é muito pequeno e não consegue mexer a cabeça com facilidade.

A plagiocefalia pode ser classificada em duas formas:

Plagiocefalia posicional, que é causada por pressão constante em uma área específica da cabeça e é a forma mais comum.

 Plagiocefalia craniana, que é causada por um problema no desenvolvimento do crânio e é menos comum.

A plagiocefalia posicional pode ser tratada com mudanças na posição em que o bebê dorme e na maneira como ele é colocado para brincar, além de exercícios que fortalecem os músculos do pescoço. Em casos mais graves, pode ser recomendado o uso de capacetes especiais ou tratamentos fisioterapêuticos.

É importante que os pais estejam atentos à forma da cabeça do bebê e conversem com um pediatra caso note alguma assimetria ou mudança significativa na forma da cabeça do bebê.

A plagiocefalia posicional em bebês, se não tratada, pode levar a algumas consequências, como:

  1. Assimetria facial: A cabeça assimétrica pode levar a uma assimetria facial, em que a face do bebê pode parecer diferente de um lado para o outro.
  2. Problemas de visão e audição: Em alguns casos, a assimetria na forma da cabeça pode afetar os olhos e ouvidos do bebê, causando problemas de visão e audição.
  3. Atrasos no desenvolvimento motor: O posicionamento inadequado da cabeça pode afetar o desenvolvimento motor do bebê, causando atrasos no levantamento da cabeça, rolar, sentar e engatinhar.
  4. Problemas de mastigação e fala: A assimetria na mandíbula e na face pode causar problemas de mastigação e fala quando o bebê cresce.
  5. Problemas comportamentais: A assimetria da cabeça pode afetar a autoestima do bebê quando ele crescer, e em alguns casos, pode levar a problemas comportamentais.

Por isso, é importante que a plagiocefalia seja tratada o mais cedo possível, para minimizar essas consequências e garantir um desenvolvimento saudável do bebê.

Tratamento para plagiocefalia

 O tratamento para a plagiocefalia em bebês depende da gravidade da condição e da idade do bebê. Em casos leves, a mudança na posição em que o bebê dorme e a colocação do bebê de lado ou de barriga para baixo, sob supervisão, pode ajudar a aliviar a pressão na cabeça. Também pode ser recomendado que os pais façam exercícios que fortaleçam os músculos do pescoço do bebê para ajudar a melhorar a mobilidade da cabeça.

Em casos moderados a graves, o uso de capacetes cranianos pode ser recomendado. O capacete é feito sob medida para o bebê e tem o objetivo de aplicar pressão na parte da cabeça que precisa de correção, enquanto deixa espaço para que as outras partes cresçam normalmente. O capacete é geralmente usados por algumas semanas a alguns meses, dependendo da gravidade da condição.

Além disso, sessões de fisioterapia e osteopatia também podem ser recomendadas como tratamento complementar para a plagiocefalia. O fisioterapeuta ou osteopata pode ensinar exercícios para fortalecer os músculos do pescoço e melhorar a mobilidade da cabeça do bebê.

É importante lembrar que o tratamento para a plagiocefalia é mais eficaz quando iniciado o mais cedo possível, por isso, se os pais notarem alguma assimetria na cabeça do bebê, é importante procurar um pediatra para avaliação. O pediatra pode fazer o diagnóstico correto e recomendar o tratamento adequado para a condição.

Siga nosso Instagram para acompanhar conteúdos incríveis.

Leia também Guia para Mamãe.

Você Também Pode Gostar​

MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS
MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS

MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS
É bastante comum que os bebês nasçam com manchas, que também são conhecidas como manchas de nascença.

Deixe um comentário

Mais Lidos...