QUANDO A ICTERÍCIA NEONATAL PREOCUPA?

QUANDO A ICTERÍCIA NEONATAL PREOCUPA?

QUANDO A ICTERÍCIA NEONATAL PREOCUPA?

A icterícia em bebês, também conhecida como “icterícia neonatal”, é causada pelo acúmulo de bilirrubina no sangue do bebê. A bilirrubina é um pigmento amarelo produzido quando o fígado quebra as células vermelhas do sangue que já não são mais necessárias. Em bebês, o fígado ainda está em desenvolvimento e pode ter dificuldade em processar a bilirrubina rapidamente o suficiente.

À medida que a bilirrubina se acumula no sangue do bebê, pode causar uma coloração amarelada na pele e nos olhos, que é o sintoma mais comum da icterícia neonatal. Geralmente, a icterícia neonatal é uma condição temporária e inofensiva que se resolve por conta própria dentro de algumas semanas, à medida que o fígado do bebê amadurece e é capaz de processar a bilirrubina de forma mais eficaz. No entanto, em casos mais graves, pode ser necessário tratamento médico para reduzir os níveis de bilirrubina no sangue do bebê e evitar complicações.

Há bebês com tendência maior a ter icterícia que outros?

Sim, alguns bebês têm uma tendência maior a desenvolver icterícia neonatal do que outros. Alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de um bebê desenvolver icterícia incluem:

Idade: A icterícia é mais comum em bebês prematuros, pois o fígado ainda não está totalmente desenvolvido.

Tipo sanguíneo: Bebês com tipo sanguíneo Rh incompatível com o da mãe podem ter um risco aumentado de icterícia.

Amamentação: Bebês que estão amamentando podem ter maior risco de icterícia, especialmente se não estão se alimentando bem ou se a amamentação não está estabelecida.

Irmão com icterícia: Bebês que têm irmãos que tiveram icterícia neonatal têm maior probabilidade de desenvolver a condição.

Condições médicas: Bebês que têm condições médicas como infecções, hipotireoidismo ou doença hepática podem ter maior risco de icterícia.

É importante que os pais conversem com o pediatra sobre quaisquer fatores de risco que seu bebê possa ter para icterícia e discuta estratégias para prevenir ou tratar a condição, se necessário.

Em que situações o tratamento para icterícia é necessário?

Em muitos casos, a icterícia neonatal é uma condição temporária e inofensiva que se resolve por conta própria, sem a necessidade de tratamento específico. No entanto, em alguns casos, o tratamento pode ser necessário para evitar complicações. O tratamento da icterícia neonatal é determinado pela gravidade dos sintomas e pelos níveis de bilirrubina no sangue do bebê.

Alguns casos em que o tratamento da icterícia neonatal pode ser necessário incluem:

 Níveis de bilirrubina muito altos: Se os níveis de bilirrubina no sangue do bebê estiverem muito altos, o tratamento pode ser necessário para evitar danos aéreos, como a encefalopatia bilirrubínica.

Icterícia que persiste por mais de duas semanas: Se a icterícia do bebê persistir por mais de duas semanas, o tratamento pode ser necessário para evitar complicações.

Sintomas graves: Se o bebê apresentar sintomas graves de icterícia, como febre, letargia, irritabilidade ou recusa de alimentação, o tratamento pode ser necessário para ajudar a aliviar os sintomas e prevenir complicações.

O tratamento da icterícia neonatal pode incluir fototerapia, que é uma exposição do bebê a luz azul, que ajuda a quebrar a bilirrubina no sangue. Em casos mais graves, pode ser necessário realizar uma exsanguineotransfusão, que é uma transfusão sanguínea que remove o sangue com alto teor de bilirrubina e substitui por sangue saudável. O tratamento da icterícia neonatal é geralmente realizado em ambiente hospitalar, sob a supervisão de um pediatra ou neonatologista.

Como posso saber se meu bebê está com icterícia?

A icterícia neonatal pode ser facilmente identificada pelos pais ou cuidadores ao observar a cor da pele e do branco dos olhos do bebê. Aqui estão alguns sinais de icterícia em bebês:

 Cor amarelada da pele e do branco dos olhos: A icterícia faz com que a pele e o branco dos olhos do bebê fiquem com uma cor amarelada.

Urina escura: A urina do bebê com icterícia pode ser mais escura do que o normal.

Fezes claras: As fezes do bebê com icterícia podem ser mais claras do que o normal.

Lento ganho de peso: A icterícia pode afetar a alimentação do bebê e levar a um ganho de peso mais lento do que o esperado.

Comportamento sonolento: Bebês com icterícia podem parecer mais sonolentos ou menos alertas do que o normal.

Se você notar que seu bebê tem uma cor amarelada na pele ou nos olhos, é importante que você consulte um pediatra para avaliar a situação. O pediatra poderá realizar um exame físico e verificar os níveis de bilirrubina no sangue do bebê, se necessário. Se o bebê for concebido com icterícia, o pediatra poderá fornecer mais informações sobre o tratamento e o acompanhamento adequado.

Siga nosso Instagram para acompanhar conteúdos incríveis.

Leia também Guia para Mamãe.

Você Também Pode Gostar​

MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS
MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS

MANCHA MONGÓLICA EM BEBÊS
É bastante comum que os bebês nasçam com manchas, que também são conhecidas como manchas de nascença.

Deixe um comentário

Mais Lidos...